>Como avaliar a comunicação interativa

>No dia 22 de setembro, ocorreu o segundo dia do evento Comunicação Interna na Era Digital, realizado pela IBC. Foram realizadas conferências e workshops visando promover a troca de experiências e informações sobre a utilização das mídias sociais como ferramentas da comunicação interna.

As atividades começaram com a conferência proferida pelo Profº Dr. Julio Cesar Barbosa da Faculdade Cásper Líbero, que abordou o tema avaliação e mensuração de resultados na Comunicação Interativa. O assunto se mostrou um grande tabu para os profissionais que participaram do evento, como mensurar e avaliar veículos que promovem a comunicação interativa? Essa é uma questão complexa, pois as empresas ainda não dominam a utilização desses veículos, mas existem caminhos a serem seguidos para potencializar os resultados e a eficácia desejada. Segundo Julio, o processo de monitoramento das mídias interativas ainda é itinerante nas empresas, que por vezes optam por realizar pesquisas quantitativas sem muita seriedade e acuro nos dados levantados. Para se obterem os melhores resultados a partir da interação, as empresas devem fazer um levantamento dos públicos de interesse alinhando a estratégia aos princípios de gestão, trabalhando em conjunto com a liderança. Em suma, o objetivo da comunicação deve estar alinhado ao objetivo do negócio.

Os meios de mensuração existentes são eficientes, na conferência foram citados três modelos deles:

REPTRAK: Modelo que avalia a reputação da empresa por meio da análise de uma série de atributos como: liderança, desempenho, produtos/serviços, governança e inovação. O Reptrak é adaptável e os atributos podem tangenciar a ótica da comunicação. O modelo orienta o diagnóstico e o plano de ações.

RÉGUA DE YARDSTICK: Esse modelo caracteriza-se por três etapas que determinam em que níveis pretende-se medir a efetividade do processo de comunicação:
Nível Básico: Determina indicadores de características funcionais, como Verificação de ferramentas produzidas e colocação na mídia
Nível Intermediário: Determina a recepção, compreensão e retenção das mensagens enviadas pela organização;
Nível Avançado: Determina a mudança de comportamento e de opinião. Nessa etapa se consegue medir o que realmente foi benéfico ou não, a organização.

Para medir cada um desses níveis, utilizam-se ferramentas como:
Nível Básico: contagem de espaço na mídia; publicidade; número da audiência nos eventos; publicações; análise de conteúdo nos jornais e revistas.
Nível intermediário: coleta de dados qualitativos e quantitativos por meio de grupos focais; entrevistas em profundidade com lideranças; pesquisas junto ao público alvo.
Nível avançado: testes pré e pós programa de Comunicação; pesquisas experimentais; coleta de dados baseados em observação, participação, análise de dados e de conteúdo; auditorias.

MODELO DE RELACIONAMENTO: Modelo definido por James Grunig que descreve as atividades da comunicação e de RP em quatro pilares.

Além dos métodos citados, as empresas devem equilibrar as pesquisas quantitativas e qualitativas para gerar os indicadores desejados e envolver os funcionários no planejamento da comunicação.

————————-

Esse texto foi escrito pelo NIll Cavalcante (@nillzito), como convidado especial para o blog. O Nill se forma este ano e sua monografia é sobre comunicação interna.

Comments

comments

2 Comments on ">Como avaliar a comunicação interativa"

  1. Renata disse:

    >Muito bacana o relato do evento. Realmente, mensurar os resultados na comunicação interna já não é muito simples, na comunicação interativa então, tem sido um desafio e tanto pra nós.

  2. Adriano Carvalho disse:

    >Parabéns pelo artigo. Esclarecer e incentivar a mensuração das práticas de Comunicação é sempre muito interessante.
    Sucesso!

Tem algo a dizer? Fique a vontade!

 
Seguir

Receba os posts em seu email.

Cadastre seu email