Comunicação com público interno com vistas à reputação corporativa

Não é novidade que reputação se constrói dentro e fora de casa.  Recentemente parece que há, inclusive, mais atenção voltada para o valor estratégico da comunicação com empregados nesse quesito.

No dia 17 de fevereiro, o Valor Econômico fez uma matéria especial sobre o assunto. Com o título “Brasileiros buscam empregadores com boa reputação”, ela destaca uma pesquisa feita com 18 mil pessoas em 26 países no LinkedIn sobre o que as pessoas buscam na hora de mudar de emprego. “Aqui, 61% buscam organizações que têm a reputação de serem boas empregadoras, índice que fica atrás apenas do da Noruega, onde 62% dos entrevistados pensam o mesmo”.

Valor 170214

A matéria destaca ainda que esse aspecto foi mais relevante que a imagem corporativa em relação à qualidade dos produtos  ou serviços produzidos pelas empresas.

O dado é interessante, mas não podemos ser ingênuos. A cada edição de Melhores Empresas para se Trabalhar, vemos mais e mais exemplos de como as empresas são criativas para segurar o empregado. Nada contra a melhoria de benefícios, claro, mas sempre é bom pensar se a qualidade e o sentido do trabalho em si também são cuidados na mesma intensidade. Esperemos que sim.

O livro Reputação, de Cees B. M. Van Riel, lançado em português no final de 2013, também trata a construção de reputação dentro de casa com profundidade. Um dos capítulos explora como se constrói alinhamento interno por meio de uma efetiva comunicação interna, apresentando uma visão pouco comum nos demais livros que cobrem o assunto (o que sempre é bom!). Repleto de cases (como da Philips, TNT e Fedex, dentre outros) e de resultados de pesquisas, vale a leitura.

Comments

comments

Artigos relacionados

Tem algo a dizer? Fique a vontade!

 
Seguir

Receba os posts em seu email.

Cadastre seu email