Estudo “WhatsApp, trabalho e comunicação – 2015” expõe importância da tecnologia na comunicação com empregados

Em agosto, lançamos (Bruno Carramenha, Thatiana Cappellano e eu) o estudo “WhatsApp, trabalho e comunicação 2015”.  A iniciativa teve a intenção de identificar como essa ferramenta se popularizou e integrou as relações sociais no trabalho, especialmente na comunicação com os empregados.

O estudo faz parte de um exercício maior de entendimento deste campo, comumente chamado de comunicação interna, que tem ganhado relevância e contornos cada vez mais estratégicos nas organizações contemporâneas dada a complexidade das interações que ali ocorrem.

Ao nomear a atividade como Comunicação com Empregados, trazendo o sujeito-público para um lugar determinado (indicando objetivamente a quem a comunicação é feita) busca-se reconhecer que não há mais espaço – nem acadêmico nem prático – para tratar as informações geradas dentro dos muros das organizações como um elemento restrito às barreiras físicas. Isso porque o empregado é (e sempre foi) cidadão do mundo e, hoje, imerso na vasta dinâmica cultural contemporânea, torna-se um público-múltiplo que ocupa diversos papéis na rede de stakeholders de uma organização.

Observar, portanto, de que forma a tecnologia do WhatsApp amplifica a relação empregador-empregado e, consequentemente, a comunicação entre eles, é vital neste momento.

No estudo, os autores identificam características-chave do WhatsApp – enlaçamento, sincronicidade, perecibilidade, descorporificação, amplificação e segurança – e checam como elas se apresentam na prática.

De caráter nacional, contou com 1.640 respondentes. Os dados impressionam:

  • Quase 96% usam o celular durante o horário de trabalho.
  • 84% usa celulares particulares, reforçando o sentimento de segurança na troca de mensagens pela ferramenta.
  • 54% usam o WhatsApp tanto quanto outras funcionalidades do celular como e-mail, telefone, agenda e câmera.
  • 77% participam de grupos com colegas de trabalho.
  • 42% respondem imediatamente conversas individuais com o chefe.

Quem se interessar pelos resultados completos do estudo pode baixá-lo na íntegra, gratuitamente, por meio do link: http://www.comunicacaocomempregados.com.br/#!whatsapp/cdec

Comments

comments

One Comment on "Estudo “WhatsApp, trabalho e comunicação – 2015” expõe importância da tecnologia na comunicação com empregados"

  1. Maykel Nunes disse:

    Oi Viviane, fiquei bastante interessado em ler o estudo completo mas o link que consta na postagem não está mais válido, teria como eu ter acesso a ele ainda? Parabens pelo trabalho, att.

Tem algo a dizer? Fique a vontade!

 
Seguir

Receba os posts em seu email.

Cadastre seu email