Sugestão de leitura: Organizational Communication: a Critical Approach

MumbyDe tempos em tempos, aqui no blog, falamos de literatura voltada à temática da organização e da relação com os empregados. Hoje, pelo texto da Carolina Maximo, vocês podem conhecer um pouco mais sobre uma obra Organizational Communication: a Critical Approach. O livro ainda não está traduzido, tem um precinho salgado (mais de 400 reais), mas é uma referência bacana.

—-

A obra Organizational Communication: a Critical Approach (2013) foi escrita por Dennis K. Mumby, renomado professor de Comunicação Organizacional que leciona há quatorze anos na Universidade da Carolina do Norte, Estados Unidos.

Desde os anos 1980, Mumby percorreu diversas universidades americanas, especializando-se nas relações entre o discurso e poder, processos de controle e identidade de gênero nas organizações, fundamentados na Teoria Crítica. Seus estudos e pesquisas já somam mais de 50 artigos na área acadêmica.

O livro é a leitura ideal para os profissionais de comunicação que buscam um olhar crítico e atual na relação estabelecida entre os empregados e as organizações. A história da Teoria da comunicação organizacional e da Administração de empresas são dois pilares importantes do livro, pois permitem o acesso a ferramentas analíticas – teóricas e práticas – sobre o fluxo dos processos de comunicação organizacionais.

A leitura traz um entendimento mais aprofundado nas construções de identidades e sentido que moldam os indivíduos às necessidades das corporações, conforme seus propósitos de negócios e que, por vezes, focam apenas no viés econômico, sem um olhar apreciativo com os empregados. Em cada capítulo um estudo de caso é analisado. São empresas que transcenderam o modelo tradicional para o contemporâneo dentro do universo da comunicação organizacional atual.

Dentre todos os capítulos descritos, o primeiro chama atenção ao fazer um comparativo introdutório entre o Funcionalismo e o discurso da representação, a Teoria Crítica e o discurso de suspeita, o Pós-modernismo e o discurso da vulnerabilidade e o Feminismo e o discurso do empoderamento, trazendo à tona as diferentes formas organizacionais de controle sobre os empregados. 

O livro divide-se em três etapas: a primeira, discorre sobre o Desenvolvimento da abordagem crítica na comunicação organizacional, dividida em: Introdução a Comunicação, Interpretivismo e o discurso do entendimento organizacional e Abordagem crítica.

A segunda parte, aborda as Teorias de comunicação organizacional e a organização moderna, onde a Gestão científica e a burocracia, Escola de Relações humanas, Sistemas de comunicação e Comunicação, cultura e organização são revisadas.

A terceira e última etapa é a mais extensa e narra as Perspectivas críticas sobre a comunicação organizacional e o novo ambiente de trabalho: O poder e a resistência, Ambiente pós-moderno, Comunicando o gênero e as diferenças, Comunicação de liderança, Marca e o consumo, Comunicação organizacional, globalização e democracia, e Comunicação, sentidos do trabalho e identidade pessoal são abordados, respectivamente.

Editora: SAGE Publications, Inc, distribuído pela Livraria Cultura.

Comments

comments

Artigos relacionados

Tem algo a dizer? Fique a vontade!

 
Seguir

Receba os posts em seu email.

Cadastre seu email